Amor perfeito

    A imperfeição para procurar no amor perfeito, nos distancia centenas de milhas entre a aparência e a realidade. Amar não é fácil e amar com perfeição é quase impossível, porque o amor perfeito exige uma doação por completo, e por sermos seres incompletos, não nos doamos com tal perfeição.

    Uma das maiores imperfeições está em falarmos de um sentimento, sem ter do mesmo total controle e conhecimento, frases seculares e cinematográficas, são comumente ditas e ouvidas, sem que exista um conteúdo verdadeiro, pode até existir a intenção, mas só ela não será suficiente.

    As pessoas falam, eu te amo, e a outra comete o mesmo erro em afirmar, eu também. Esse comportamento se apresenta de forma comum, e muitas vezes em primeiros encontros, quando ainda não se conhecem de forma segura para falar sobre o sentimento do amor.

    Amor único e verdadeiro também se desgasta, porque não  é perfeito, é apenas verdadeiro.

    Na perfeição de nossa imperfeição, costumamos associar o amor as mais diversas formas possíveis, e nessa incessante busca pelo amor perfeito, nem sentimos que estamos na maioria dos momentos procurando nos beneficiar, de que propriamente amar, e amar pede uma ação de compartilhamento, não por meios de carência mas com a finalidade de um bem estar mútuo.

    É difícil encontrar o amor perfeito, porque somos iguais a um cupido sem flecha, ou seja, não iremos atingir ninguém.O amor é igual a brisa que chega de mansinho agita as flores do jardim e mistura seus perfumes mas não derruba suas pétalas porque ao amanhecer do dia, beija-flores e borboletas dançarão para elas, ao contrário do vendaval que quebrando os galhos e deixando-as no chão, com certeza, sem nenhuma maldade, mas ao seu estilo fazendo grande destroço.

    Talvez um amor perfeito seja as brumas e a areia, que passam a vida sem alterar o sentimento de amor, e lealdade. um vai sempre depender do outro, mas vão sempre entender que ficarão separados por alguns segundos, mas nunca esquecerão que independente da força das marés, estarão sempre ligadas a esse amor perfeito.

    E nós, que dificilmente somos a brisa, até parece que o vendaval mora em nossos anseios e desejos, esquecemos facilmente de oferecer o ombro, ou abrir os braços, parece que virar as costas, e ignorar valores, é a única alternativa lógica.

    Amor, as vezes tão pertinho, e olhamos para tão distante, as vezes temos e não sentimos, quando o perdemos, ficamos agonizantes, algumas pessoas passam a vida procurando sua cara metade, e quando encontramos a cara por inteiro, e vendamos nossos olhos, e tentamos esconder nossas desilusões, nos excluindo do que nós mesmos criamos, apontando em várias direções, porque não temos a coragem  a apontar para o único alvo responsável, nós mesmos.

    Amor perfeito, primeiro encontre o amor, e com sabedoria, o aperfeiçoará.

 

    Ass.  Maninho.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

top