Artistas anônimos

 

Artistas anônimos mostram como ganham a vida com apresentações públicas nos centros da grandes capitais. Fortaleza, uma das mais belas cidades do nordeste brasileiro e também uma das mais importantes do país, artistas anônimos dão um show de criatividade e lição de vida

      Passando pela famosa praça José de Alencar no centro de Fortaleza vi uma aglomeração, e movido pela curiosidade me aproximei e fiquei impressionado ao ver duas estatuas vivas de um humano e seu animal. Seria algo normal desde que não fosse tão perfeito, ambos paralisados em controle total de imobilidade.

Com algumas participações do público, ambos abandonaram o disfarce de estátuas, e em frente ao prédio de um dos cinemas mais famosos, o cine São Luis, o público aplaude sem filas ou ingressos a apresentação de um dos artistas anônimos dos milhares pelo mundo a fora.

Técnica, paciência, adestramento, esperança e principalmente a confiança de seu desempenho artístico. Fiquei pensando, e se cada um de nós tivéssemos a auto confiança tão elevada quanto a daquele rapaz, seríamos em exemplo de evolução para o mundo e de qualidade de vida para nós mesmos.

Esses artistas anônimos não se exibem apenas para ganhar a vida, eles mostram ao mundo a coragem para desafiar o desemprego e a falta de oportunidade, com a determinação de enfrentar multidões, na esperança do reconhecimento de seu trabalho e consequentemente uma colaboração para o seu seu sustento.

E assim são muitos por aí, nas praças, nos sinais, nos picadeiros, e no principal palco, o da vida. E aqueles com remunerações garantidas, e direitos adquiridos, nem sempre param um pouquinho para ver o quanto o vida é generosa, e ao invés de agradecer, reclamam por tudo, e só sabem o quanto valia, quando perdem.

Somos todos artistas, anônimos ou famosos, encenamos e apresentamos as nossas peças, e a quantidade de aplausos depende também da gente com a qualidade das nossas apresentações. Precisamos escrever a nossa peça, e apresenta-la de uma forma que alguém pare para ver, e se hoje somos apenas artistas anônimos, o caminho para o reconhecimento, é o trabalho, a humildade e a perseverança.

Maninho.

 

 

Tags

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

top