As Águas de um Rio

As águas de um rio deslizam lentamente lavando o seu leito e carregando os minúsculos grãos de areia para a infinidade do oceano. Talvez um dia elas se encontrem no mesmo rio, porque existe uma frase milenar em que (ATÉ AS PEDRAS SE ENCONTRAM), a natureza é rica em mistérios e quem sabe isso seja possível.

Mas precisamos cuidar do rio para que as suas águas não desapareçam do leito.  Se tirarmos a proteção de suas margens a cada inverno ele morrerá um pouco, até chegar o dia em que não haverá mais vida e as garças sentirão saudades de suas margens. Mas as águas de um rio não o abandonam por completo, em suas reservas subterrâneas ainda existe vida e quando cavamos uma pequena cacimba a água aparece e todos agradecem por não morrerem de sede.

O amor para nós são as águas de um rio e somos o próprio, no qual alimentamos esperanças de que ele nunca morra, mas somos também natureza em suas constantes e inevitáveis mudanças. A felicidade deveria ser o leito de nosso rio, mas as vezes ela fica na margem e nem sempre sabemos o motivo, e em outros momentos ela deságua e leva parte do nosso rio, então teremos de sobreviver com as cacimbas esperando que um dia o inverno possa voltar e com ele as águas de um rio que quase seca.

O segredo da vida é entender que ela não nos pertence e não importa o tamanho de um rio ou o volume de suas águas, ele sofre com todas as interferências da natureza e somente ela devolverá tudo o que tirou de nós, e trará a água e a vida para o nosso rio. Não sabemos sobre as águas de um rio, mas quem o criou sabe tudo e com certeza o criador cuida de sua criação.

Maninho

Tags

One comment

  • Verdade, Deus sabe de td e nós não sabemos de nada, mas eu gostaria mt de saber entender e aceitar as coisas que o criador faz, mas não tenho essa capacidade…..

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

top