Livre-se do ciúme

       Livre-se do ciúme ou do relacionamento, e essa escolha cada pessoa deve fazer com calma para depois não ficar procurando desculpas. Muitos relacionamentos terminam porque falta habilidade para administra-los, e as pessoas não têm coragem de assumir seus descontroles emocionais, preferindo continuar com as suas experiências de posse, quando o ideal seria uma conversa franca, ou orientação de profissionais qualificados.

Dizem que no amor e na guerra vale tudo, muito embora um não esteja associado ao outro, mas entendo que em ambos existem estratégias e sacrifícios, e durante o tempo que durarem é inevitável acordos e tentativas onde alguém precisa ceder, e se estiver vivendo uma crise amorosa livre-se do ciúme ou perca para você mesmo.

De quantas coisas todos nós já nos livramos na vida, e com certeza por um motivo superior. Então, livre-se do ciúme. Esse é um sentimento mesquinho e destruidor, em nossos momentos fraqueza pensamos algo, e logo o ciúme afirma que é verdade pura e joga sujo alimentando a nossa desconfiança, ele é uma bomba armada, louco para encontrar um detonador e não está preocupado se a gente explodir junto.

Quando estamos doentes de ciume, ficamos surdos e cegos, mas falamos demais, agredimos com censuras, e mesmo que a verdade apareça, dificilmente a gente pede desculpas. Livre-se do ciúme e automaticamente estará livrando-se da injustiça, é bem melhor ser sensato, de que perder ou pedir perdão, mesmo a vida sendo de recomeço, em algumas situações dar continuidade parece ser mais lógico.

Algumas características do ciúme das conhecemos muito bem, pensar e afirmar como se tivesse visto, imaginar que ninguém é capaz de ser fiel, associar casos alheios ao nosso relacionamento, permitir que os nossos valores percam para a nossa insegurança, livre-se do ciúme acreditando o quanto você representa em seu relacionamento, todos nós corremos em busca da felicidade, se fazemos alguém feliz, por que alguém desistiria da felicidade.

Na maioria das vezes nós mesmos criamos nossos monstros, o alimentamos com injúrias e incertezas e ele sutilmente vai crescendo e a gente nem percebe que perdemos o nosso domínio.  Quando isso acontece, ou lutamos para reassumir o nosso posto, ou sofreremos amargas derrotas, mas se lutarmos venceremos, livre-se do ciúme e reassuma suas conquistas.

Maninho

 

Tags

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

top