Olhando as Estrelas

      Olhando as estrelas não podemos mensurar o quanto o nosso mundo é mínimo em relação a imensidão do universo e algumas pessoas pensarem que somos o centro das atenções, torna o mundo ainda mais injusto e egoísta. A natureza a cada instante nos mostra fascinantes lições de vida, mas insistimos em não querer aprender e ficamos presos a nós mesmos devido a falta de sensibilidade para entender e aceitar as constantes transições .

Olhando as estrelas atentamente ficaremos impressionados sua diversidade e se olharmos novamente veremos ainda mais, parece até que se multiplicam a cada olhar. Algumas de tão reluzentes nos dão a impressão que estão se comunicando, as vezes a gente ri, lembra de alguém, volta a olhar mas ela sumiu, a perdemos? Não, talvez ela tenha se aproximado mais ainda, mas o que fazemos? Olhamos em direções diferentes, é assim que deixamos de vê-la.

Na vida cometemos muitos erros e talvez o mais comum de todos seja deixarmos para corrigir amanhã, as vezes dá certo, mas é bom lembrar que somos apenas viajantes e nos planos superiores o amanhã pertence a eles. Quando estivermos olhando as estrelas não precisamos de pressa, o melhor é esvaziar o coração, viajar no tempo e ir até ela, imagine-se no firmamento e se transporte nesse raio de luz, absorva essa energia e não se surpreenda se ela lhe parecer familiar.

Aqui somos colecionadores insaciáveis, os nossos armazéns são enormes e mal administrados, mas as energias positivas não perdem tempo estão sempre circulantes e atuantes, fazendo convites surpresas e nos conduzindo a portais iluminados para missões importantes onde seremos recebidos com valores especiais. Aqui ainda sabemos pouco dessa transição, mas quando um rio morre nasce uma nuvem que depois retribui a gratidão.

Olhando as estrelas conseguimos entender melhor o sentido da vida, as vezes elas desaparecem para que a lua brilhe porque muitas pessoas não conseguem ver as estrelas mas vêem a lua, e nós se não estivermos brilhando bem pertinho, estaremos iluminando em outra dimensão.

Maninho

Tags

3 comments

  • Como sempre meu irmao,VC escreve com a alma e o coraçao,Mt bonito suas. Palavras,Deus Te abençoe……..

  • Auri Lopes /

    Somos estrelas, distribuídas entre outras, ou entre rochas, para que essas aprendam também à brilhar. Rastros de luz se propagam, e como setas, nos fazem ver o caminho. Obrigada por sua estrela habitar em nossa orbita!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

top