As Lições do Deserto

      As lições do deserto ensinam como superar  os momentos mais difíceis de nossas vidas, quando a gente pensa que está no paraíso e o tempo resolve nos transportar para lugares insuportáveis. Isso não é mera coincidência, é o destino revirando a vida e fazendo com que cada pessoa sinta que o deserto é para todos e as suas lições são duras e enigmáticas.

Uma vez em coletivo um homem pedia ajuda, começou a falar da vida abundante em que vivia e do estado de miséria em que se encontrava. Falou que em uma determinada manhã saiu com a roupa do corpo decidido a conhecer o mundo. Com algum dinheiro no bolso e a ideia de andar por aí.  Dias depois dormiu em um terminal e foi roubado, não tinha dinheiro nem documento e nem lembrava mais do nome, entrando pela porta da frente no mundo dos excluídos, Precisava sobreviver e começou a pedir, pedia alimento e recebia: Vá trabalhar vagabundo. Todo dia ele contava uma estória diferente dentro dos terminais ou nos coletivos.

Olhou fixamente para todos e falou, eu mereço esse castigo. exigia sempre o melhor, alimentava-me com a minha arrogância sem saber que eu iria para o deserto. Hoje pego pedaços de pão, ou algumas pipocas jogadas no lixo, e agradeço quando encontro. Me disseram que é quase meia noite, bebi água largada por alguém e jantei um resto de salgado que encontrei na calçada. Já agradeci, outros não tiveram a mesma sorte e vão dormir sem se alimentar.

A única coisa que estou pedindo é que vocês escutem com atenção as lições do deserto, são duras de suportar e o pior é que quando estamos no fim do poço existem pessoas em situações mais complicadas, porque a alma é quem está no deserto. Não existe no universo nenhum habitante que não tenha um deserto lhe esperando, o mais intrigante é que tudo é segredo, só o tempo e o destino são avisados para agir, ninguém sabe quando nem porque, mas as lições do deserto é para todos.  Que deserto é esse? Cada pessoa tem um em especial.

Maninho.

Tags

2 comments

  • Carmen Lopes /

    Sim, isso é verdade.Todos, independente de tudo, temos um deserto único, implacável e mudo nos esperando dobrar a esquina.Mas… É notório que todo deserto tem um oásis e mesmo com a alma machucada, sedenta, faminta e desolada, temos que continuar andando, mancando ou se arrantando ate o dia de encontrarmos esse oásis aí enfim a alma descansa nessas paragens para peregrinos. Ate a próxima jornada…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

top