No Meio das Estrelas

      No meio das estrelas as energias circulam de forma misteriosa, quem sabe algum dia a humanidade evolua e possa morar nas esferas mais elevadas do universo. Os guardiões de tempo se encarregam do equilíbrio místico e nós jamais teremos sabedoria e entendimento para aceitar as tantas mudanças em nossas vidas sem primeiro questionar ou culpar a sorte e o destino.

O anjo da vida e da morte, são anjos. Indiferentes aos nossos desejos ou pensamentos, eles cumprem suas missões e nós quem somos afinal para dizer o que é certo ou errado no que se refere a vindas e idas, se não somos capazes nem sequer enxergar a nós mesmo. Perdemos pessoas queridas, sofremos com ausências permanentes, choramos de saudade e de lembranças e nem pensamos porque foram levadas daqui.

Somos humanos e desumanos, presas fáceis para os tantos demônios moradores desse fim de mundo, quem de nós seria capaz de identificar quem é quem afinal. Inimigos de sorriso fácil e conquistador, vermes expulsos do inferno para andarem de mãos dados com pessoas de bem, demônios vestidos de príncipes, somos incapazes de separar os traidores do universo, mas os anjos sabem quem eles são, não têm permissão para lutar, mas tem para proteger e é isso que fazem. Independente da minha ou sua vontade, eles fazem.

Quando menos esperamos, pessoas que involuntariamente foram envolvidas pelos projetos do mal, ficam sem forças, aí os anjos chegam e levam. Esse é o grande mistério, mesmo eles sabendo dá dor que vai ficar, eles lavam as pessoas do bem e colocam no meio das estrelas onde a luz é verdadeira e as sombras do mal nunca chegarão perto.

Quanto aos perversos, mentirosos e enganadores, precisam ficar, um viajante do tempo chamado Malin profetizou que eles queimarão juntos e nem as cinzas ficarão na terra, o coletor passará no dia certo para fazer a coleta, continuem até o dia chegar, ou paguem suas maldades com sacrifício, quem sabe ganharão o direito de olharem para as estrelas, já que no meio delas só chega quem é conduzido pelo anjo da vida ou da morte.

Maninho.

Tags

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

top