Os Retalhos da Vida

 Os retalhos da vida voam em direções ignoradas por nós, mas com certeza o universo junta todos eles na formação de seus mistérios. O sorriso que negamos ou a lágrima que derramamos fazem parte da enigmática vida, muitas vezes esquecemos que nessa ciranda somos apenas coadjuvantes, o personagem principal é escolhido por quem controla tudo e não cabe a ninguém determinar quem é o detentor desse poder.

A humanidade nada e se afoga em seus próprios questionamentos ou julgamentos desnecessários e prematuros. Os retalhos da vida representam pedaços de cada um de nós, e por mais contundente que seja aceitar, é que na maioria deles nós mesmos dos retalhamos, no desejo de ser feliz esquecemos que a felicidade paz que precisamos e não necessariamente riquezas externas.

A vida é uma grande estação e a todo momento o tempo e o destino embarca e desembarca desapercebidos, vêm apenas recolher e distribuir os retalhos da vida, mas nem sempre é possível encontrá-los.  Isso é normal, se soubéssemos da presença deles, muitas pessoas iriam escolher os melhores e com certeza haveria conflitos. Esses dois são neutros e mesmo que queiram atribuir a eles a desigualdade do mundo, é bom lembrar que embora existam casas e cortiços, todos nascem e morrem acompanhados.

Os retalhos da vida continuaram voando no universo e nenhum deles vão parar em lugares desproporcionais a sua existência.É aceitável que existam reclamações e comparações no que se refere as diferentes formas de vida, mas se ficarmos atentos veremos que o mundo inteiro se veste de diferenças. Ninguém sabe ao certo o que acontecerá, aqui é apenas mais uma sala de aprendizagem e a maioria não aprendeu ainda diferenciar as cores e os tamanhos dos retalhos da vida.

Somos alunos teimosos, parece que quanto mais lições recebemos, menos queremos aprender, depois não vamos reclamar das nossas avaliações e culpar o mestre. Se a gente tiver coragem de olhar o que precisamos ver, talvez  seja possível ver os retalhos da nossa vida.

Maninho.

Tags

2 comments

  • Carmen Lopes /

    Na realidade, a própria vida é uma colcha de retalhos que vai se formando e se transformando, com o tempo e as circunstâncias.Existem retanhos de todos os tamanhos, formas e cores, mas não devemos deixar que o cinza ganhe espaço, descolorindo a colcha da vida.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

top