Quando o Amor Invade a Alma

      Quando o amor invade a alma, é magia. O poeta está certo. Nada poderá ser maior de que a mágica transformação da vida para a eternidade, fazendo evanescer sentimentos, transformando e eternizando os mesmos em nossos corações. Mesmo que saudades e lembranças estejam presentes, jamais se perpetuarão quando o amor invade a alma.

Amar é personificar o bem no espírito propiciando energias positivas e reparadoras. Em momentos de perdas ficamos sobrecarregados por pressões psicológicas e viajamos no fatídico tempo, retornando quase sempre ao ponto de partida, sem as respostas das perguntas que não deveriam existir e só silenciamos a nossa consciência quando o amor invade a alma e sentimos que podemos continuar amando.

O amor não acaba, é um sentimento transcendente e virtualizado que não pode ceder ao tempo, é algo indescritível e interminável, mas para que tudo isso aconteça passa por vários estágios até o momento mágico em que o amor invade a alma.

O nosso maior aliado é também inimigo e imprevisível, o tempo. Quando estamos acostumado com ele recebemos suas ofertas, caminhamos sobre as suas armadilhas e nem sentimos o perigo, se o nosso amor for aventureiro ficaremos presos e só quando o amor invade a alma, ganharemos liberdade de voar e alcançar o infinito.

Amar, muita gente fala sobres esse sentimento com a convicção de que sabe tudo sobre o amor e as vezes não ama nem a si mesmo. É hora de se libertar do egoísmo e sentir a emoção do amor fluindo na alma, transformando cada um de nós em um oceano de esperanças.

Precisamos abdicar das nossas escolhas presenciais e entender que o amor está muito além da visibilidade, é essencial aprender sobre muitas das nossas moradas e entender que quando o amor invade a alma, tudo volta a ser presente e só assim poderemos continuar as nossas missões.

Maninho

 

Tags

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

top